Pesquisar este blog

domingo, 8 de agosto de 2010

Ladrão de Shopping

Cenas inusitadas aconteceram ontem no Santana Boulevard Shopping. Estavamos na praça de alimentação, eu, Monica e Renan, por volta das 22h45, esperando o shopping fechar e aproveitando o tempo para tomar, eu e a Monica, um chopp escuro enquanto Renan comia um simples e modesto, porém saboroso pedaço de pizza. A praça de alimentação deste shopping comporta, mais ou menos, cerca de 500 pessoas, por volta de 200 mesas absolutamente ocupadas e transbordando de comidas, copos de sucos, refrigerantes e gordurosos sanduíches fast food. Tudo tranquilo. Quando de repente vem o primeiro estopim. PÁ. Tiro ? Pensei. Monica falou que sim, era tiro. PÁ. De novo. Tiro porra. Multidão aglomera e sai correndo em nossa direção. Estavamos num tradicional lugar onde sempre comemos pizza e tomamos o chopp, que fica no final do corredor que dá acesso a praça, só para cituar a ação. PÁ. Terceiro tiro. Agora fudeu de vez. Vou dizer que já passei por algumas multidões desenfreadas nesses 38 anos de vida, mas como ontem, nunca tinha visto. Todos enlouquecidos e estremamente aflitos e em busca de uma saída. Famílias desesperadas, crianças chorando, mulheres nervosas e angustiadas sem saber o que fazer. Era cada um por si. Tive a certeza de que se um dia o mundo acabar, as pessoas vão se matam antes mesmo de tudo ir para os ares. Meu Deus ! Absurdo de desespero. Todo mundo querendo saber o que estava acontecendo. E agora vamos pra onde ? O que fazer ? Ficamos na mesma mesa ? Saimos correndo ? Decidi que ficariamos ali mesmo. Calma galera, calma. Renan abaixado na mesa. Monica encostada atrás de coluna e, assim como eu, segurando o copo de chopp na mão, por que senão já era. As mesas e cadeiras da praça de alimentação ficaram todoas reviradas. Pânico em SP. Então passaram-se 2 minutos ou menos e o gerente do restaurante em que estávamos foi mais ali na frente, próximo do vão que dá acesso aos outros andares ( a praça de alimentação fica no terceiro andar e o tiroteio foi no primeiro, no térreo
) viu que a policia chegava com apetite. Cerca de 15 gigantes da ROTA estavam invadindo o local e pedindo para todo mundo entrar para dentro das lojas por que os ladrões, cerca de 10 ratos, ainda estavam no shopping. Putz. Saimos e fomos para a loja da Fototica, onde o Lucas trabalha. Ele nos viu e abriu a porta para entramos. Depois de uns 5 minutos ou menos do começo do tiroteio, ficamos observando a invasão da ROTA, do GOE, do GARRA e da PM, que chegou por último. Esperamos por mais de 20 minutos. ROTA pra cá. ROTA pra lá. Irados, sangue nos olhos, armados até o dente. metranca na mão, doze nas costas, pistolas cromadas e reluzentes. Dava pra ver que eles não gostam deste tipo de bandidagem. Enfim, depois de alguns minutos fomos liberados. Não havia mais ninguém, saimos pela porta da frente do shopping, junto com um casal que acabrá de chegar para ir a sessão de cinema que, certamente, não aconteceu. Hoje, através das noticias sabemos que os bandidos entraram pela porta da frente com a intenção de roubar as duas lojas de alianças do shopping, JK e a Casa das Alianças e que um PM, a paisana, trocou tiro com os ladrões. Somente ouvi 3 disparos. Dois seguranças foram atingidos. Um de raspão e o outro no rosto. Ambos foram para o Hospital do Mandaqui. O que tomou um tiro de raspão foi liberado e o outro continua em observação, diz que a bala esta alojada na coluna. Um bandido morreu. Que pena ! Espero que ninguém passe por esta situação, e se passar que tenha sangue frio e que saiba se cituar e tomar as medidas certas e não desesperadas.

Nenhum comentário: